top of page
Buscar
  • Foto do escritorInfo Touch

6 dicas cruciais para saber antes de comprar um sistema de armazenamento.

Existindo inúmeras alternativas de sistema de armazenamento no mercado, muitas vezes não é tão simples comprar um produto sem cometer erros na hora de realizar a compra.


O mercado hoje em dia conta com uma diversidade de empresas que vende, mas em contrapartida, muitos são mal preparados, não conseguem atender a sua demanda.


Se está aqui, tenha certeza que esse artigo irá lhe auxiliar a realizar a melhor escolha na hora da compra do sistema de armazenamento que sua organização precisa.


1- Não vá escolhendo o produto com menor preço do mercado

É comum na hora da pesquisa de preço, focarmos sempre no que possui o menor valor, mas isso pode ser uma grande cilada. Esse conselho também é valido para equipamentos de marcas conhecidas, onde é comum os fabricantes entregarem máquinas com componentes de série com hard disks, exigem a compra de licenças adicionais de softwares ou serviços para manter o sistema funcionando.


2- Procure sempre fornecedores que são especialista no assunto

Fuja principalmente dos fornecedores que não conhecem o que vendem, pois, equipamentos assim são muito importantes para a empresa.


Durante o tempo de uso do seu hardware, atualizações serão necessárias no decorrer da sua vida útil. Além disso, é possível fazer upgrades e a implantação de novas funcionalidades caso for necessário.


Os produtos de tecnologia no Brasil possuem tributos muito altos em alguns casos, e com isso uma série de oportunistas surgindo, praticando preços competitivos devido a importações irregulares. O melhor negócio muitas vezes pode sair caro no final, portanto se atente sempre ao seu fornecedor.


3- Não compre apenas pela marca

Grandes empresas entregam sistemas de armazenamento que nem sempre são os melhores ou mais completos do mercado. A melhor escolha deve ser analisada corretamente, para que não haja uma surpresa.


Uma boa dica é ver qual o tempo real de resposta da empresa em caso de eventuais problemas nos equipamentos, pois por melhor que sejam, eles não podem ficar inativos.


4- Não deixa fornecerem soluções acima ou abaixo do necessário para você.

Grande parte dos fornecedores está sempre propensa a oferecer soluções mais caras do mercado, mesmo que estejam superdimensionadas. Por isso é importante verificar a quantidade de IOPS que cada operação necessária para o correto dimensionamento da solução.


5- Hardware igual, performance diferentes

É comum acreditar que o hardware seja o único responsável pela performance do equipamento. Não é difícil encontrar soluções equipadas com processadores novos, mas entregando performances que chegam abaixo de equipamentos com configuração inferiores. Conseguir um fornecedor que lhe apresente uma demonstração, diminuindo a chance de erros, auxiliando a escolher a melhor solução para sua empresa.


6- Redundância e Recuperação de desastres

É inevitável, eventualmente todos os equipamentos vão apresentar uma falha, mesmo os mais caros. Por mais óbvia que essa declaração seja, a maioria dos clientes ignoram esse fato, onde acabam negligenciando planos de backup. Os discos e memórias são componentes que sofrem desgastes com o passar do tempo e a qualquer momento podem parar.


As melhores alternativas para manter essas informações sempre disponíveis e segura é a implantação de sistemas de backup, RAID e replicação de dados. Quanto maior a intervenção humana e mais automático o processo, menos a probabilidade de erros.




 


27 visualizações0 comentário

Posts recentes

Ver tudo

Comments


bottom of page